quinta-feira, 28 de julho de 2011

Secretário César Grubba participa de evento na AEMFLO/CDL de São José


Florianópolis (28/07/2011) – Secretário da Segurança Pública, César Grubba, participou na noite de quarta-feira (27) de evento promovido pela AEMFLO e CDL de São José com empresários e lojistas da região metropolitana da Grande Florianópolis. Na oportunidade, a Polícia Militar apresentou a palestra “Atentos à Segurança dos Lojistas”, com o objetivo de compartilhar experiências e transmitir informações fundamentais que contribuam na redução dos índices de violência que atinge a população.
Em sua fala o secretário César Grubba destacou as ações de Segurança Pública no âmbito administrativo, de planejamento e operacional promovidas pela SSP neste primeiro semestre de 2011. O reforço de pessoal nas áreas da Polícia Militar, Polícia Civil, Detran e Perícia Criminal, a capacitação dos servidores e o aperfeiçoamento de novas tecnologias, com ênfase na área da inteligência policial, , foram temas abordados pelo secretário. Grubba reafirmou seu compromisso na busca por parcerias, com entes públicos e privados, com o objetivo de trabalhar a prevenção, para inibir a prática delituosa, e garantir o bem estar da comunidade.
Já na palestra ministrada pelo Comandante Geral da PM, Coronel Nazareno Marcineiro, e o Major Izaias Otacílio, foram abordados temas como assaltos a estabelecimentos, furtos durante o horário de atendimento ao público e também em horários de não atendimento, ação de golpistas, agressão contra lojistas e colaboradores, transportes de valores financeiros, acidentes diversos, ambientes seguros e eventuais que envolvam situações de incêndio. Os oficiais deram dicas aos lojistas de como agir em situações de emergência e trabalhar o planejamento para evitar a ocorrência de delitos.
Participaram do evento o presidente da Federação das Câmeras de Dirigentes Lojistas de SC, Sergio Alexandre Medeiros; Presidente da AEMFLO e CDL-SJ Tito Schmitt; empresários e lojistas da região metropolitana da Grande Florianópolis e autoridades da segurança pública. 

Foto: Divulgação /SSP



Governo investe em perícia criminal para aumentar resolução de casos no Estado


Florianópolis (28/7/2011) - O governador Raimundo Colombo, o secretário de Segurança Pública, César Augusto Grubba e o diretor geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Rodrigo Tasso, participaram nesta quinta-feira (28), em Florianópolis, da formatura de 28 novos auxiliares de medicina legal. Os novos servidores atuarão em 23 municípios de Santa Catarina.

Para Colombo, a ação é mais um investimento nos recursos humanos da segurança pública, que cada vez mais precisa de eficiência e estar bem preparada. “Parabenizo os formandos. São muitos os desafios de quem precisa lidar com a morte, dedicando-se a fazer o melhor possível para que uma família possa conhecer a causa da perda de um ente querido. Tenho certeza de que esta foi uma escolha difícil. Porém, as escolhas mais importantes da vida não são fáceis. E nem as grandes missões”, admitiu Colombo.

O secretário de Segurança Pública disse que Santa Catarina comemora a formatura dos 28 auxiliares de medicina legal, devidamente capacitados pelos instrutores da Academia de Perícias (Acape) e Academia da Polícia Civil (Acadepol), em mais de 300 horas de curso. “Comemoramos a formatura, porque sabemos que nas cidades para onde serão distribuídos há uma grande necessidade de atendimento do IGP. A qualquer hora, em qualquer lugar, um de vocês poderá ser chamado para recolher uma vitima fatal e efetuar todos os procedimentos necessários”, disse Grubba, salientando que a profissão é difícil, mas muito honrada. “Junto das missões difíceis vem a responsabilidade, que os tornará esteio e porto seguro à sociedade catarinense” afirmou.

De acordo com Grubba, a Secretaria de Segurança Pública e o IGP vêm investindo em uma estrutura cada vez mais descentralizada, distribuindo 29 núcleos de perícia por todo o Estado, na tentativa de levar os serviços do IGP a um maior número de pessoas. Grubba acrescentou que a importância dessa presença é fundamental, pois é por meio do IGP, em especial do Instituto Médico-Legal, que crimes são solucionados. “Sem a atividade de perícia, a investigação criminal não teria informações precisas sobre a causa de uma morte, origem de um projétil, a identificação de suspeitos”, explicou.

Raimundo Colombo visitou, ainda, toda a estrutura dos laboratórios do IGP. "Nós temos o que há de mais moderno em Santa Catarina. Fico impressionado ao conhecer em detalhes o trabalho efetuado", observou. O secretário de Segurança Pública informou que Santa Catarina tem 60% do índice de resolução de assassinatos. "Sabemos que é preciso avançar mais, elevar esse índice a 100%, porém, estamos trabalhando juntos para chegar a esse objetivo", finalizou.

Os novos servidores públicos irão atuar nos municípios de Araranguá, Balneário Camboriú, Blumenau, Brusque, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Lages, Laguna, Mafra, Porto União, São Bento do Sul, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Tubarão, Videira e Xanxerê. 

Foto: Divulgação/SSP

Foto: Divulgação/SSP


quarta-feira, 27 de julho de 2011

SADE e outras tecnologias de informação são apresentados aos gestores da SSP

Florianópolis (27/07/2011) – A Secretaria da Segurança Pública (SSP) apresentou na tarde de hoje (27) uma série de novas tecnologias de informação que tem como objetivo promover uma maior integração entre as forças de segurança estaduais, dar celeridade às ações operacionais além de aperfeiçoar o sistema de inteligência.  Também foram apresentadas ações de caráter  interno e que visam garantir transparência aos atos praticados no âmbito da SSP.

Entre as novas tecnologias está o SADE (Sistema de Atendimento e Despacho de Emergência), resultado de um convênio firmado em 2008 entre a SSP e o Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública, que tem como objeto a integração dos serviços de emergência 190 (Polícia Militar), 192 (Samu) e 193 (Corpo de Bombeiros), através das Centrais Regionais de Emergências (CRE). O custo total do convênio chegou a R$ 3,9 milhões, sendo que R$ 3,2 milhões sãio verbas da União, e a contrapartida do Estado foi de R$ 700 mil.

Segundo o Tenente Coronel PM Vãnio Luiz Dalamrco, coordenador do sistema de videomonitoramento urbano da SSP, Santa Catarina possui hoje oito CREs e a previsão é de que outras seis sejam construídas contemplando todas as regiões do Estado.  A média mensal de atendimento das CREs é de 270 mil ligações que resultam em 57 mil ocorrências. O SADE será aplicado, inicialmente, na Grande Florianópolis, e no prazo de quatro meses estendido para todo o Estado.

O advento do SADE, entre outras vantagens, permitirá que as ocorrências geradas  pela Polícia Militar passem a integrar a base de dados do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), tornando-as disponíveis para o compartilhamento da informação com outros órgãos de segurança. No modelo atual essas informações ficam registradas em um banco de dados próprio da PM, isolado do SISP.

Outro avanço permite que a Polícia Civil disponha das informações, a partir do atendimento inicial feito pela PM, diretamente no SISP, podendo copiar/transferir dados, endereços, mapas, históricos para o boletim de ocorrência que continuará sendo registrado em uma Delegacia de Polícia. No modelo atual as ocorrências são transferidas da PM para a Polícia Civil através de um formulário.  de papel.

Para o secretário César Grubba, da Segurança Pública, o sistema tem por objetivo primordial iintegrar os serviços de emergências nos  órgãos da segurança e saúde, respeitando em cada uma das instituições, os limites de atribuições e competências. “A integração policial é uma das formas de combater a criminalidade e o Sistema de Atendimento e Despacho de Emergência, o SADE,  é uma ação de visa a integração e o compartilhamento de dados”, disse Grubba, que em seu discurso enfatizou ainda que a prioridade é de garantir um atendimento eficaz e rápido ao cidadão catarinense.

As outras duas tecnologias  apresentadas contemplam o rastreamento da frota da Segurança Pública e  a análise espacial/geográfica do crime. Atualmente mais de 3 mil viaturas são monitoradas pela SSP. O rastreamento permitirá o monitoramento e o controle dos deslocamentos de toda a frota da SSP assim como, através de uma rotina chamada de cartão roteiro, será possível fazer a programação operacional de uma viatura para um turno de serviço.

Já a análise espacial/geográfica garantirá mais qualidade nas  estatísticas criminais (mais próxima do real), redução de subnotificação (quando uma pessoa é vítima de uma ocorrência, é atendida pela Polícia Militar porém não comparece a uma delegacia de polícia para registrar o boletim), e duplicidade de registros. Com essa ferramenta a SSP terá condições de visulizar as áreas com maior incidência criminal e, desta forma, projetar eexecutar ações de prevenção/repressão no combate à violência.  Também foram apresentadas ferramentas na área de gestão de pessoal e  administrativa. 

Participaram da apresentação o diretor presidente do Ciasc, Coronel Rufino Sales; o Comando Geral da PM, através do seu Comandante Geral, Coronel PM Nazareno Marcineiro; subcomandante Valdemir Cabral e Chefe do Estado Maior, Coronel Valter Cimolin; Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D”àvila e seu adjunto, delegado Valério Alves de Brito mais o Diretor de Polícia do Litoral, delegado Artur Nitz, Diretor de Polícia da Grande Florianópolis, delegado Nivaldo Claudino Rodrigues, diretores do Instituto Geral de Perícias e comandantes do Corpo de Bombeiros Militar.


Fpolis, 27/07/2011
AI/SSP                                               Assessoria de Imprensa/SSP


Foto: Bruna Andrett/SSP


Foto: Bruna Andrett/SSP

Capacitação policial é prioridade para o governador Raimundo Colombo


Florianópolis (27/07/2011) - Com a entrega de kits de armamentos e equipamentos e de viaturas para o policiamento ostensivo em fronteiras, o Governo do Estado de Santa Catarina destaca seu propósito de capacitar suas forças policiais, tanto com instrumentos de alta tecnologia, como com treinamento especializado para o efetivo da Polícia Militar. O governador Raimundo Colombo participou da solenidade de entrega dos kits aos futuros aspirantes a oficial, além da formatura de 31 PMs, no 1º estágio de ações de Choque, nesta quarta-feira (27), em Florianópolis.

O governador destacou que é preciso dar cada vez mais condições de trabalho aos policiais e que os atos realizados representam e mostram a preocupação do Governo do Estado em oferecer segurança para a população. “Nós estamos aumentando o número de efetivos, estamos concluindo a formação de uma turma de 465 policiais, e já está entrando uma nova de mais 465, nossa capacidade máxima de formar oficiais por semestre. E estamos criando um componente novo: em cada uma das sete regiões policiais militares serão mais 80 policiais em cada, totalizando 560. Então vamos colocar à disposição da sociedade 1,5 mil policiais em um tempo muito curto, porque é uma necessidade real”, informou. Colombo salientou ainda que estão sendo feitos uma série de trabalhos internos de inovação tecnológica, citando as novas câmeras de segurança.

O secretário de Segurança Pública, César Augusto Grubba, disse que o objetivo é proporcionar ao policial militar condições de estar melhor capacitado ao serviço policial operacional, quer pela familiarização, conhecimento, domínio do funcionamento, confiança e disponibilidade.

Os 41 kits entregues aos futuros aspirantes consistem em arma de porte, colete de proteção balística nível 2, algema de aço, cinto de guarnição completo, espargidor de agente pimenta e tonfa. Esta é uma estratégia do Comando Geral da Polícia Militar, que tem como objetivo proporcionar aos policiais militares melhores condições para exercer o serviço policial operacional. Cada kit está estimado no valor de R$ 3.650,00, que somam um investimento total de R$ 149.650,00 por parte do Governo do Estado.

Para o comandante-geral da PMSC, coronel Nazareno Marcineiro, os três eventos marcam uma nova era para a Polícia Militar. “As viaturas ajudarão no patrulhamento das fronteiras, e acreditamos que isso facilitará o serviço na região, os kits distribuídos adotam uma nova modalidade, o equipamento será de posse do policial durante o tempo em que estiver na ativa”, concluiu.

A solenidade também celebrou a formatura do grupamento especial de policiamento de choque. O 1º estágio de operações de policiamento de choque foi formatado com exclusividade para os policiais militares que integram o grupamento especial de choque. O Comando Geral da PMSC, com apoio da Secretaria de Estado da Segurança Pública, viabilizou a alocação de recursos materiais e humanos com o intuito de estruturar e capacitar esta modalidade de policiamento.

De acordo com Marcineiro, estes policiais estarão preparados para desempenhar controle de distúrbios civis, policiamento em grandes eventos e praças desportivas, intervenção em estabelecimentos prisionais e policiamento em áreas conflituosas. Durante o estágio, os 31 alunos matriculados receberam, ao longo de quatro semanas, instruções práticas e teóricas.

Para complementar o policiamento especializado em fronteiras, foi realizado o ato de entrega, por parte da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), de sete viaturas camionetas caracterizadas, uma viatura microônibus, 27 capacetes balísticos e pistolas taser. Este policiamento foi desenvolvido para combater os crimes característicos das fronteiras, como o contrabando de armas e munições, narcotráfico, exploração de madeira, tráfico de pessoas, furto e roubo, especialmente de veículos.

Com este projeto, o Ministério da Justiça visa fortalecer as polícias dos estados que fazem divisa com outros países, criando grupos especializados para atuarem de forma preventiva e repressiva nos limites desses estados.

Foto: Maira Monteiro/SSP

Foto: Maira Monteiro/SSP
 




Governador Raimundo Colombo participa da formatura dos novos auxiliares de medicina legal



Florianópolis (27/7/2011) - O governador Raimundo Colombo, juntamente com o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP), Cesar Augusto Grubba, e do diretor geral do Instituto Geral de Perícias (IGP), Rodrigo Tasso, participa nesta quinta-feira (28) da solenidade de formatura de 28 novos auxiliares médicos-legais. O evento será no hall superior do IGP, em Florianópolis, a partir das 10h.

Após autorização pelo governador para nomeação dos profissionais, sendo estas contratações aos preenchimento das vagas previstas no concurso do IGP de 2010, os servidores frequentaram, num período de 30 dias, um curso de capacitação divididos em três turnos, com aulas práticas em procedimentos auxiliares em medicina legal; de armamento e tiro e de direção defensiva. "Esta ação é fundamental para suprir a demanda em todo o estado de Santa Catarina, evitando assim o deslocamento dos funcionários e agilidade no atendimento à população", destacou Colombo.

A capacitação foi realizada por meio de uma parceria entre a Academia de Perícia do IGP e Academia de Polícia Civil de Santa Catarina (Acadepol). A Academia de Perícia foi a responsável pela organização da matriz curricular do curso e a Academia de Polícia Civil responsabilizou-se pela execução do curso de formação com o fornecimento de toda a infraestrutura das salas de aulas, alojamentos e refeições.

Os novos servidores públicos irão atuar nos municípios de Araranguá, Balneário Camboriú, Blumenau, Brusque, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joaçaba, Lages, Laguna, Mafra, Porto União, São Bento do Sul, São Lourenço do Oeste, São Miguel do Oeste, Tubarão, Videira e Xanxerê.

terça-feira, 26 de julho de 2011

SSP entrega equipamentos, kits de segurança e forma policiais do grupamento de choque



Florianópolis (26/07/2011) - A Secretaria da Segurança Pública (SSP), através da Polícia Militar, entrega nesta quarta-feira (27) viaturas e equipamentos para policiamento em áreas de fronteiras e kits de segurança aos aspirantes a oficiais que também concluíram o curso de formação de oficiais. A solenidade acontece a partir das 10 horas, no Centro de Ensino da Polícia Militar. No bairro da Trindade. A solenidade de formatura dos 31 policiais integrantes do grupamento especial de patrulhamento de choque e que concluíram o curso de choque. Na ocasião a Polícia Militar forma 31 policiais do grupamento especial de patrulhamento de choque concluíram o curso de choque.
Serão entregues viaturas e equipamentos para os policiais que atuam  no policiamento especializado em fronteiras. São caminhonetes Nissan/Frontier caracterizadas, um micro-ônibus Fiat Ducato, 27 capacetes balísticos e sete pistolas taser (armamento não letal). As viaturas e os equipamentos foram doados pelo Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional da Segurança Pública, e representam um investimento de R$ 1.025.500. Para o Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel PM Nazareno Marcineiro, “com estes equipamentos a unidade poderá otimizar e ampliar sua atuação no patrulhamento”, explicou o oficial.
O policiamento especializado em fronteiras foi desenvolvido para combater os crimes característicos das fronteiras como contrabando de armas e munições, narcotráfico, exploração de madeira, tráfico de pessoas, furto, roubo, especialmente de veículos. Com o projeto, o Ministério da Justiça, quer fortalecer as policiais dos Estados, que fazem divisa com outros países, criando grupos especializados para atuarem de forma preventiva e repressiva nos limites desses estados.
Já os kites de segurança serão entregues aos 41 aspirantes a oficiais. Trata-se de uma iniciativa inédita já que pela primeira vez os aspirantes deixam a academia militar com equipamentos de proteção. Cada kit é formado por arma de porte (pistola ou revólver), colete de proteção balística, algema de aço, cinto de guarnição completo com coldre, porta algema e porta carregador, espargidor de agente pimenta e tonfa (modelo de cassetete).
A solenidade contará com a presença do governador Raimundo Colombo, secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba, Comandante da Polícia Militar, Coronel PM Nazareno Marcineiro; e autoridades civis e militares.