terça-feira, 31 de maio de 2011

Em audiência, SSP trata da instalação de sistema de câmeras e construção de Companhia de Polícia Comunitária em Palhoça

Florianópolis (31/05/2011) - A instalação do sistema de videomonitoramento e a renovação do convênio para conclusão das obras de construção da Companhia de Polícia Comunitária em Palhoça foram os temas tratados, na manhã de hoje (31), durante audiência do secretário da Segurança Pública, César Grubba, a deputada Dirce Heiderscheidt (PMDB) e representantes da prefeitura municipal. A ideia é construir uma parceria e instalar, numa primeira etapa, 22 câmeras, sendo 11 na área central da cidade e outras 11 no bairro Ponte do Imauri.
Para o secretário César Grubba, a SSP vai analisar a viabilidade de instalação dos equipamentos para auxiliar as forças policiais no combate ao crime. O secretário lembrou que Palhoça é um dos municípios que mais crescem na região metropolitana com o surgimento de um novo pólo empresarial e empreendimentos imobiliários. “Temos interesse, sim, em firmar uma parceria com a prefeitura de Palhoça. A análise deste projeto ficará com a gerência de videomonitoramento da SSP”, disse.
Já o coordenador do sistema, Tenente Coronel Vãnio Luiz Dalmarco, pretende se reunir, em breve, com os representantes de Palhoça e analisar o tipo de equipamento a ser adquirido e de que forma se dará a sua manutenção. Para o oficial, é importante definir as atribuições do Estado e do município. “Nos convênios que assinamos com outras cidades, a instalação da rede e sua manutenção ficam com a SSP, enquanto as prefeituras fazem a manutenção dos equipamentos. Tem dado certo”, declarou Dalmarco.
Santa Catarina conta hoje com 404 câmeras de vídeo já instaladas e monitoradas pela Polícia Militar, em suas Centrais de Monitoramento. O sistema está instalado nas cidades de Imbituba, Florianópolis, Joinville, Blumenau, Criciúma, Balneário Camboriú, Itajaí, Lages, São Joaquim, Jaraguá do Sul, Chapecó e Rio do Sul, Itá.
Outro assunto em pauta foi a renovação do convênio para a construção da Companhia de Polícia Comunitária. Esta unidade ficará responsável pelo policiamento comunitário em 13 bairros de Palhoça. Pelo convênio o município doaria o terreno e, junto com o Estado, contribuiria para a construção da Companhia. O projeto será analisado pela Diretoria de Planejamento e Avaliação da SSP.
Participaram da audiência o secretário-adjunto,. Coronel PM Fernando Rodrigues de Menezes; secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio e Serviço de Palhoça, Josué da Silva Mattos; comandante do 16º Batalhão da PM, Tenente Coronel Áureo Sandro Cardoso; superintendente de Trânsito, Nelson Paiva Júnior; vereador Isnardo Brandt e o representante do conselho comunitário de Palhoça, Raniele Schneider.
Fpolis, 31/05/2011
AI/SSP Assessoria de Imprensa/SSP


Foto: Bruna Andrett/SSP



segunda-feira, 30 de maio de 2011

Instituto Geral de Perícias realizará curso de capacitação em identificação de veículos


O Instituto Geral de Perícias (IGP), órgão vinculado à Secretaria da Segurança Pública (SSP), promoverá, entre 15 a 17 de junho, em Criciúma, o 1º Curso de Perícias em Identificação de Veículos. O evento é uma parceria do Sindicato dos Peritos Oficiais de Santa Catarina (Sinposc) e Departamento Estadual de Trânsito e Segurança Viária (Detran).
A Perícia Criminal, por tratar-se de atividade de natureza técnica e científica, exige do perito contínuo aperfeiçoamento. Deste modo, a participação em eventos de produção científica e a realização de cursos de capacitação refletem direta e positivamente na qualidade e efetividade do serviço prestado, o que consolida a identidade e importância do Instituto Geral de Perícias (IGP) como instituição autônoma, imparcial e essencial à Segurança Pública do Estado de Santa Catarina.
Neste contexto, dentre as atividades periciais que apresentam maiores demanda e diversidade encontra-se as perícias em identificação de veículos. As inovações da indústria automobilística, a variedade de lançamentos e reestilização de modelos de veículos e a escassez de padrões de confronto, trazem diversas dificuldades para realização dos exames nos elementos de identificação. Ao mesmo tempo, as adulterações tornam-se cada vez mais sofisticadas, o que exige da perícia constante atualização e treinamento.
A solenidade de abertura acontecerá na quarta-feira (15), às 17h, no Centro de Eventos Humberto Zappelini, localizado no Marco Plaza Executive Hotel.


Forças da Segurança Pública trabalham integradas e reduzem criminalidade em Itajaí


As forças de Segurança Pública trabalham unidades e integradas na busca por uma efetiva proteção ao cidadão que circula pela cidade. Esta é a nova filosofia de segurança que vem sendo aplicada na cidade de Itajaí. As ações são coordenadas pela secretaria da Segurança Pública do município, com o apoio direto do 1º Batalhão da Polícia Militar, Delegacia Regional de Polícia Civil mais os guardas municipais da Coordenadoria de Trânsito de Itajaí, a Codetran.

Segundo o delegado Regional, Rui Garcia dos Santos, as operações são agendadas após levantamento de denúncias e dos locais com maior incidência criminal. “A partir deste levantamento marcamos a operação onde participam os guardas da Codetran, policiais militares e civis sempre com bons resultados”, afirma o policial. Ainda segundo Garcia, após o atentado ocorrido contra a 2ª Delegacia de Polícia a ordem é rigor nas fiscalização de carros e pessoas que circulam próximas às unidades policiais. “Agora estamos estendendo essas ações a outros pontos da cidade”, destaca o delegado.

Na operação realizada neste último final de semana foram apreendidas 27 motocicletas, 12 automóveis e duas detidas por porte de maconha. Esta aproximação dos órgãos, na opinião dos coordenadores, também é positiva no sentido da troca de informações dos agentes que participam das operações. “Notamos que muitos nem se conhecem e, após os trabalhos, continuam mantendo contato sobre eventuais ocorrências isoladas”, diz o delegado regional.
Já o secretário municipal de Segurança, Carlos Ely, garante que as barreiras, as abordagens e até mesmo a simples circulação das viaturas em  conjunto causam nos cidadãos manifestação de apoio a este tipo de trabalho. 


Divulgação

Situação do Instituto Geral de Perícias motiva audiência entre secretário Grubba e SDR de Brusque


Florianópolis (30/05/2011) - A situação do Instituto Médico Legal (IML) foi tema da audiência do secretário da Segurança Pública, César Grubba, com a secretária de Desenvolvimento Regional de Brusque Sandra Regina Eccel. O encontro, que aconteceu na manhã de hoje (30) e reuniu os diretores do Instituto Geral de Perícias, Rodrigo Tasso e André Farias, discutiu a cessão de um prédio que pertence ao Deinfra (Departamento Estadual de Infraestrutura) para ser usado como sede do IGP no município.
Segundo o perito Rodrigo Tasso, diretor geral do IGP, o prédio necessita de uma adaptação para poder receber o setor de identificação (expedição de carteiras de identidade), sala de necropsia do Instituto Médico Legal e o setor de perícia criminal. Ele confirmou que a SSP investirá cerca de R$ 150 mil para adaptar o imóvel.
- Uma das vantagens deste prédio, além da sua localização central, é que ele pertence ao Estado necessitando de uma reforma para poder atender melhor à comunidade e aos servidores que atuam no IGP”, explica Tasso. O prédio fica ao lado da sede do Corpo de bombeiros Militar do Brusque.
A questão mais preocupante é com relação ao IML, que está localizado em uma área particular e os donos do imóvel já manifestaram desejo de não prorrogar o contrato. Tasso garante que com algumas melhorias e modificações o novo prédio terá condições de abrigar os três setores da perícia criminal.
Participaram da audiência o médico legista Antônio Bastos, e o perito criminalístico Luan Alves Lopes Carneiro, servidores do IGP de Brusque.
Fpolis, 30/05/2011
AI/SSP Assessoria de Imprensa/SSP

Divulgação/SSP

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Santa Catarina ganha duas viaturas para uso em áreas de fronteira

Santa Catarina recebeu na tarde de hoje (27) duas viaturas Frontier-Nissam para uso das equipes que trabalham na fronteira. Os veículos foram doados ao Estado através do programa Estratégia Nacional de Fronteiras, Enafron, vinculado à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O delegado Mauro Cândido Rodrigues, diretor de Inteligência e Estatísticas da SSP e gestor do Enafron em Santa Catarina, informou que as duas viaturas serão deslocadas para a Polícia Civil de São Miguel D'Oeste reforçando a frota policial nas equipes de fronteira.
A entrega das viaturas contou com a presença do secretário da Segurança Pública, César Grubba, Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D'Ávila além de diretores, gerentes e policiais da área da inteligência.. Durante a solenidade o secretário acompanhou, em tempo real, o trabalho dos agentes de inteligência na coleta de dados e na confecção de relatórios estatísticos utilizados no planejamento das políticas de segurança pública. O secretário também confirmou que em breve Santa Catarina receberá mais cinco viaturas, do mesmo modelo, destinadas aos batalhões da Polícia Militar localizados em áreas de fronteira..
A Enafron começou no início deste ano em Santa Catarina e esta é a primeira articulação feita entre as duas entidades. Segundo o delegado Mauro Cândido Rodrigues, haverá outras articulações como, por exemplo, a realização de operações policiais em áreas de fronteira.
Fpolis, 27/05/2011
AI/SSP Assessoria de Imprensa/SSP





Entrega das viaturas. Foto: Bruna Andrett/SSP


Secretário César Grubba conhece sistema de radiocomunicação digital e confirma interesse em implantar projeto-piloto em Santa Catarina

Florianópolis (27/05/2011) – Secretário da Segurança Pública, César Grubba, cumpriu agenda de trabalho esta semana, em São Paulo, e conheceu na prática o novo modelo tecnológico de radiocomunicação digital. O projeto é pioneiro no país e Santa Catarina deverá promover, em breve, uma completa reengenharia nos sistemas de radiocomunicação em Segurança Pública. “O estado da arte em radiocomunicação hoje, no mundo, é a tecnologia digital, implantada com sucesso nas polícias de países de primeiro mundo. E queremos implantar este modelo aqui no Estado”, destacou o secretário.

Para Grubba, a tecnologia digital no sistema de radiocomunicação oferece uma série de benefícios na área da segurança, e está focada em quatro conceitos chaves - convergência, confidencialidade, cobertura e gestão.

Com relação a custos, o secretário entende que a adoção de uma tecnologia deste porte exigirá um grande aporte financeiro e forte investimento pelo Estado, o que pode ser obtido com parcerias no setor privado e apoio técnico-operacional do CIASC, que é o órgão de política de tecnologia em nosso Estado.
- Não é algo que se possa implementar de uma hora para outra. Porém, o que queremos é estabelecer os nossos objetivos estratégicos nesta área, delinear um planejamento de médio e longo prazo, e evoluir na sua implementação de forma gradual (como fez São Paulo), partindo de ações em projetos pilotos em cidades de regiões metropolitanas, e ao mesmo tempo, manter concomitantes nossos sistemas atuais, a fim de não incorrer em prejuízo às operações dos órgãos policiais, disse Grubba.

Em linhas gerais, a função convergência oferece às corporações policiais a possibilidade efetiva de trafegar voz, dados e imagem, transformando o rádio em uma imensa plataforma multimídia para o trabalho policial. A função confidencialidade é uma das mais essenciais ao trabalho policial, pois permite total segurança nas transmissões, com recursos de criptografia em alto nível, o que significa dizer privacidade total às comunicações.

No aspecto cobertura, a tecnologia digital permite saltos de abrangência e a superação de obstáculos naturais e físicos, viabilizando qualidade de sinal mesmo em áreas de morros, vales, prédios, grandes distâncias, etc Já no aspecto gestão, a tecnologia permite recursos admiráveis, garantindo aos setores de comando-controle das polícias georreferenciar todos os equipamentos em uso, desabilitar os que forem extraviados, monitorar e acompanhar policiais isolados e viaturas por meio de GPS.

Durante a estada em São Paulo o secretário foi recebido em audiência pelo titular da SSP paulista, Antônio Ferreira Pinto, visitou a exposição de equipamentos de segurança, no pavilhão do Anhembi, reuniu-se com o Comando Geral da Polícia Militar e conheceu as instalações o Copom de São Paulo.

Fpolis, 27/05/2011
AI/SSP Assessoria de Imprensa/SSP


Divulgação/SSP


Divulgação/SSP


Divulgação/SSP


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Grubba confirma construção de posto móvel da PM para atender as comunidades isoladas na divisa de Brusque e Itajaí


Secretário César Grubba confirmou a construção de um posto móvel da Polícia Militar para atender as comunidades isoladas que moram na divisa das cidades de Brusque e Itajaí. O anúncio foi feito durante audiência, na tarde de hoje (26), com o deputado Volnei Morastoni (PT) e lideranças das comunidades localizadas na divisa dos dois municípios. A principal reivindicação foi a instalação de uma base operacional fixa da Polícia Militar no bairro Limoeiro, em Itajaí, para atender as demandas de cerca de 8 mil moradores das comunidades isoladas do perímetro urbano dos municípios de Itajaí e Brusque.

O secretário César Grubba antecipou que a SSP irá instalar, em breve, uma base operacional móvel garantindo, assim, maior mobilidade aos policiais que atuam no policiamento ostensivo. Grubba também confirmou que até o final do ano a Polícia Militar receberá reforço de 1,6 mil policiais e já está em fase de estudos a aquisição de 600 novas viaturas policiais.

Segundo Luiz Carlos Dognini, representante dos moradores da comunidade de Planalto, em Brusque, o aumento da criminalidade e o desenvolvimento dos municípios de Itajaí e Brusque justificam a construção de uma base operacional para atender as comunidades ali existentes. O líder comunitário relatou casos de violência e pediu apoio da SSP ao pedido.

Participaram da reunião representantes das comunidades isoladas de Santa Terezinha, Limoeiro Brusque, Jardim Planalto, Jardim das Colinas, Jardim Azaléia, Loteamento Ema II, Limoeiro Itajaí, Campeche, Arraial dos Cunhas e Brilhante I e II.

Fpolis, 26.05.2011



Lideranças comunitárias de Brusque e Itajaí estiveram reunidos com secretário César Grubba. Foto: Bruna Andrett

Perícia confirma participação de adolescente em latrocínio de turista argentino


O Instituto de Criminalística (IC), vinculado ao Instituto Geral de Perícias (IGP), divulgou na manhã de hoje (26) o laudo da morte do turista argentino Raul Alberto Ubaldo, 48 anos, e confirmou o envolvimento de um jovem de 17 anos no crime. As impressões digitais de G.X.S. foram encontrados no carro do turista, um Space Fox, e confrontadas com o prontuário dos sete suspeitos presos durante as investigações do latrocínio. O menor já cumpre medida sócio-educativa por envolvimento em outros delito, e agora vai responder por mais este crime.

O trabalho pericial, que consumiu três meses da equipe do IC e usou das mais modernas técnicas de papiloscopia, foi coordenado pelos peritos José Augusto da Luz Koerich e Milton Silva mais os peritos papiloscopistas Margarete Regina Goulart e Leonardo da Luz.
Foi a partir desta coleta que os peritos puderam confrontar as digitais dos sete suspeitos e confirmar o envolvimento do menor no crime.

O laudo foi entregue ao delegado Ênio de Oliveira Mattos, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, que vai reinquirir o adolescente. Segundo o policial, o menor sempre negou participação no latrocínio, “mas o resultado do laudo é mais uma evidência de que a linha de investigação estava certa”, destacou Mattos. Outros dois envolvidos no latrocínio de Raul Alberto Ubaldo,maiores de idade, já estão presos. A arma do crime, um revólver calibre 38, nunca foi encontrada.

O resultado final do laudo pericial foi divulgado em coletiva à imprensa que contou com a presença do Delegado Geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D'Ávila; diretor Geral do IGP, perito Rodrigo Tasso; gerente do IC, perita Margarete Regina Goulart, e o delegado Ênio de oliveira Mattos, titular da DP da Homicídios da Capital. .

Fpolis, 25.05.2011


Foto: Maira Monteiro/SSP

Foto: Maira Monteiro/SSP